Blog

//Dor no joelho: sintomas, causas e tratamentos

Dor no joelho: sintomas, causas e tratamentos

O joelho é uma articulação complexa e existem muitas variáveis que podem ocasionar a dor. De fato, as atividades físicas de alto impacto, excesso de peso, sobrecarga de treinamento e falta de flexibilidade ou força muscular são os principais fatores de risco da dor no joelho.

A dor no joelho afeta pessoas de todas as idades, apesar de ter maior incidência em idosos por conta do desgaste articular, e em mulheres, pela sua estrutura física.

Dores leves são solucionadas com cuidados simples a fim de corrigir gestos nas atividades físicas e outras abordagens posturais. Quando a dor é moderada, recorre-se ao médico ortopedista, uma vez que ele orientará quanto ao tratamento conservador com a fisioterapia ou abordagens mais específicas quando se fizer necessário.

 

Como aliviar a dor no joelho?

Quando há algo errado com a articulação do joelho, os sintomas comuns são o inchaço, a instabilidade, dor e incapacidade funcional. Existem algumas estratégias comuns para aliviar a dor no joelho:

Compressas: Compressas de gelo logo após a batida, no caso de acidentes, para reduzir o inchaço. Somente se o inchaço diminuir, aplique compressas mornas 3 vezes ao dia, durante 10 minutos. Manter o joelho levantado e repousado, com o auxílio de uma almofada, possibilita a melhor circulação do sangue ajudando a reduzir o inchaço.

Alongamentos: Se houver possibilidade de movimentação articular, alongue suavemente a perna. Mas atenção, somente alongue se a dor permitir: não se deve forçar o movimento.

Moderar a atividade física: Para evitar o agravamento ou início de uma lesão, é importante respeitar os limites do corpo e reduzir ou pausar a atividade física enquanto há dor.

Mas é bom ficar atento e procurar o médico se a dor persistir por mais de 3 dias e quando houver:

  • Dor e dificuldade de suportar o peso do corpo sobre o joelho
  • Sensação de instabilidade do joelho
  • Dor e dificuldade de estender ou flexionar completamente o joelho
  • Observação de deformidade na perna devido ao joelho
  • Calor local
  • Estalos ao movimentar o joelho

 

Causas da dor no joelho

São muitas as possíveis causas de dor no joelho, porém, as principais delas são lesões traumáticas, as inflamações e os problemas biomecânicos, além de outras condições de saúde.

Uma lesão no joelho pode afetar os ligamentos, tendões, bolsas sinoviais (pequenas bolsas cheias de líquido que cercam a articulação do joelho), ossos e cartilagens. Algumas das lesões mais comuns no joelho são:

Lesão do Ligamento Cruzado Anterior

O LCA é um estabilizador importante da articulação do joelho. Uma lesão do LCA é particularmente comum em pessoas que praticam esportes que exigem rotações bruscas do joelho, como o futebol por exemplo.

Lesão do Menisco

O menisco é formado por fibrocartilagens e age como um amortecedor entre os ossos que compõem a articulação do joelho. Assim sendo, a sua ruptura é uma das causas de dor no joelho.

Bursite do joelho

Algumas lesões no joelho causam inflamação nas bolsas sinoviais (ou bursas) que tem o papel de proteger a articulação enquanto amortece o contato entre ela e os tendões e ligamentos.

Tendinite patelar (ou joelho de saltador)

A tendinite é a inflamação dos tendões. Corredores e outros atletas que praticam esportes que necessitam de salto (como o voleibol e o basquete) tendem a desenvolver inflamação no tendão patelar.

Síndrome da banda iliotibial (ou joelho de corredor)

Corredores de longa distância podem desenvolver esta síndrome pois o esporte demanda repetidas flexões dos joelhos.

 

Alguns tipos de inflamações também podem ser responsáveis pela dor no joelho, a as principais delas são a osteoartrite (ou artrose), a artrite reumatóide e a gota.

Osteoartrite (ou artrose)

A osteoartrite, também conhecida como artrose, caracteriza-se pelo desgaste da cartilagem do joelho. A cartilagem é o tecido que protege as extremidades dos ossos. Esta deterioração ocorre pelo efeito do tempo e do impacto.

Artrite reumatóide

A artrite reumatóide é uma condição auto-imune que pode afetar muitas articulações, inclusive os joelhos. Apesar de ser uma doença crônica, pode e deve ser tratada para desacelerar a sua evolução, pois o tempo causa deformidade articular.

Artrite gotosa aguda (ou gota)

Ocorre quando os cristais de ácido úrico se acumulam na articulação. Pode ser aguda ou crônica e acomete pés, tornozelos, mãos, punhos e joelhos.

 

Tratamentos

Após diagnosticar a causa da dor o médico poderá proceder com o tipo de tratamento adequado. Geralmente, a dor no joelho é tratada com fisioterapia, intervenções medicamentosas, ou, em casos mais extremos, cirurgia.

Fisioterapia

A fisioterapia terá o papel de fortalecer a musculatura para torná-la mais estável. O fisioterapeuta também poderá realizar exercícios para melhorar equilíbrio e flexibilidade a fim de reabilitar o movimento da articulação.

Infiltração no joelho

Dependendo do caso clínico, o médico poderá indicar a injeção de medicamentos diretamente na articulação, o que é conhecido como infiltração. As principais substâncias utilizadas para esta finalidade são os corticóides, o ácido hialurônico e os anestésicos. Sempre com uma indicação precisa e orientação médica.

 

Em casos mais graves, e, geralmente, após ter tentado outros métodos, o médico poderá indicar a abordagem cirúrgica da articulação. Os principais tipos de cirurgia do joelho são:

Artroscopia do joelho

Remoção de corpos soltos da articulação, reparação da cartilagem e reconstrução de ligamentos podem ser feitos via artroscopia: cirurgia realizada utilizando-se uma câmera e instrumentos inseridos por pequenas incisões no joelho.

Artroplastia do joelho

Cirurgia de substituição da articulação (ou parte dela) por prótese artificial. Trata-se de um procedimento invasivo realizado quando a deterioração articular é irreversível.

Por fim, o médico ortopedista é o profissional que fará o diagnóstico e prescreverá a melhor estratégia de tratamento para a sua dor. Solicite o agendamento da sua consulta, clicando aqui.

Por | 2018-07-09T12:42:42+00:00 06/07/2018|Categories: Blog|Tags: , , , , |0 Comments

Sobre o autor:

Instituto Cohen
Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte.

NOSSOS CANAIS DE COMUNICAÇÃO COM VOCÊ!